Descarte irregular de Lixo Pode Gerar Multa Para Condomínios
17 de fevereiro de 2019
Coden instala 50 novos contêineres
Coden instala 50 novos contêineres
8 de outubro de 2019
Exibir tudo

Coleta especial de lixo ultrapassa limites e vira rotina em Fortaleza

Coleta especial de lixo ultrapassa limites e vira rotina em Fortaleza

Coleta especial de lixo ultrapassa limites e vira rotina em Fortaleza

Projeto para implantação de lixeiras ao longo dos 3 km do ponto turístico está em andamento, segundo a prefeitura.

A orla de São Sebastião, às margens do rio Tocantins, é o cartão postal de Marabá, no sudeste do Pará. Mas, sem nenhuma lixeira ao longo dos 3 km de extensão, a população acaba jogando o lixo no meio ambiente.

Centenas de pessoas entre visitantes e moradores da cidade frequentam o local diariamente. A beleza do espaço chama atenção de turistas.

Mas, a falta de lixeiras é um problema no local. O serviço de limpeza é feito diariamente, no entanto, sem as lixeiras, muitas pessoas acabam jogando lixo ali mesmo, no rio.

“As pessoas deviam ter um pouco de respeito com a nossa cidade. Sai de casa com a sua sacolinha e joga o lixo na sacolinha. Chego na minha casa e jogo no lixo”, conta a dona de casa Fátima dos Santos.

A motorista Gina Medleg conta que faz caminhada todos os dias e percebe a falta de educação da população. “Eu passo aqui todo dia e vejo o pessoal jogar. Ali na ponte quando terminaram de limpar, já tinha um pneu. Tem que ter consciência, tem que ter educação”, afirma.

A Prefeitura de Marabá diz que está em andamento o projeto para implantação de lixeiras ao longo da orla e de outros pontos da cidade. “As lixeiras estão já fabricadas, já está autorizado colocar na orla”, disse Múcio Andalecio, diretor de saneamento ambiental e urbanismo.

Site desenvolvido por:

Logo da Arte de Designer - Agência WEB - www.artededesigner.com
Abrir whatsapp
Posso lhe ajudar?